Publicado 05 de Março de 2020 - 13h57

Por AFP

O emir de Dubai encomendou o sequestro de duas de suas filhas e realizou uma "campanha de intimidação" contra uma de suas esposas, a princesa Haya da Jordânia, o que a forçou a fugir para o exterior, considerou nesta quinta-feira um tribunal britânico.

Essas conclusões foram alcançadas após uma batalha legal entre Mohammed bin Rached al-Maktum, 70 anos, que também é chefe do governo dos Emirados Árabes Unidos, e a princesa Haya, 45 anos, sobre dois de seus filhos cujo retorno ao país ele pediu.

acc

Escrito por:

AFP