Publicado 04 de Março de 2020 - 15h38

Por Estadão Conteúdo

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, afirmou em depoimento realizado em comitê da Câmara dos Representantes que o governo americano está fazendo todo o possível e trabalhando com outros países para limitar a disseminação do coronavírus.

"É muito cedo para prever o exato impacto econômico mundial e nos EUA. Mas eu ressaltaria que esta é uma questão que vai afetar o próximo ano, mas não terá impacto em maior prazo", disse Mnuchin.

O secretário do Tesouro ressaltou como bem-vinda a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de cortar os juros ontem em 0,50 ponto porcentual, que ocorreu duas semanas antes da reunião de março. "Eu apoiei muito a ação do Federal Reserve. Não há dúvidas que haverá alguns efeitos (do surto da doença) em setores, como o de viagens. O Fed está atuando na frente da curva para prover estimulo (monetários), o que é consistente com seu mandato duplo."

De acordo com Mnuchin, a administração do presidente Donald Trump está requerendo recursos do Congresso para fazer frente a medidas de emergência para combater o coronavírus. "Estamos requerendo algum dinheiro em um pacote de emergência. A situação está mudando. A prioridade de testes é grande", disse. Ele ressaltou que no momento não observa problemas gerados pela enfermidade a cadeias internacionais de produção.

Escrito por:

Estadão Conteúdo