Publicado 04 de Fevereiro de 2020 - 16h30

Por Adagoberto F. Baptista

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Wagner

Um homem de 24 anos fingia ser portador de necessidades especiais para traficar perto de uma escola e de um posto de saúde no Jardim Ipaussurama, em Campinas. A encenação foi descoberta nesta segunda-feira (3) por um policial civil do 11º Distrito Policial (DP), mas o flagrante só foi possível na manhã desta terça-feira, após os policiais da delegacia acamparem perto dos estabelecimentos. Ele foi detido com diversas porções de cocaína, maconha e crack. O suspeito já tinha passagem criminal pelo mesmo crime.

Segundo o delegado Sandro Jonasson, o suspeito fingia ser deficiente mental e pedia dinheiro em um semáforo nas proximidades da escola e do posto de saúde. Entretanto, em horário de intervalo e de saída dos estudantes, o suspeito seguia até a unidade estudantil e passava a traficar.

O suspeito também intercalava a venda de drogas no posto de saúde, conforme o movimento e a demanda. “Os policiais sempre passam pelo local e o viam pedindo. Eles desconfiavam que havia algo errado, pois tinha momentos que ele seguia até a escola, ficava dois minutos e voltava. Mas até então nenhum policial o viu traficando”, contou Jonasson. “Ele dava uma de dissimulado. Quem via acreditava e dava moedas para ele. Pedir no semáforo era um ‘bico’”, comentou o delegado.

A constatação de que o suspeito apenas encenava a doença se deu por um investigador que buscou atendimento no Posto de Saúde. Enquanto aguardava na recepção, ele observou a presença do falso pedinte do semáforo e viu que em dado momento o homem se mostrou uma pessoa “normal”, que passou um objeto para um outro indivíduo. A ação da dupla levantou suspeita no policial. “Montamos campana na manhã de hoje (desta terça-feira) no local e conseguimos flagrá-lo vendendo drogas para um rapaz que realmente é portador de necessidades especiais”, disse Jonasson.

O suspeito, identificado pelas iniciais A.R.S., foi preso em flagrante por tráfico e foi encaminhado na tarde de ontem para o IML para fazer exame de corpo de delito e passará por audiência de custódia. Além de drogas, também foi apreendido dinheiro.

Escrito por:

Adagoberto F. Baptista