Publicado 07 de Fevereiro de 2020 - 5h30

Campinas dá início amanhã a uma maratona de Carnaval que só deverá terminar no dia 29. Depois de uma prévia da folia no último sábado — quando saíram o Bloco da Fancha e o CarnAfro — começam neste final de semana os desfiles que vão mobilizar nada menos que 44 blocos de Carnaval pela cidade.Amanhã, três blocos fazem a animação nas ruas da cidade: RUA — Unidos pela Música —, na Praça Bento Quirino; Bloco Z, no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora, e o Grêmio Carnavalesco e Cultural Bloco Vô Jajá, no Parque Prado. Na sexta-feira, dia 14 de fevereiro, a região central da cidade ganha a folia do tradicional Cordão do Félix, que se apresenta na Praça Carlos Gomes, a partir das 18h.No sábado, dia 15, o City Banda, o maior bloco da região, arrasta multidão em torno da Praça Arautos da Paz, no Taquaral, enquanto no mesmo dia, no Distrito de Sousas, o tradicional Unidos do Candinho mostra sua evolução. No domingo, dia 16, dez blocos comandam a folia em diversos bairros da cidade. Já a partir da sexta-feira de Carnaval, dia 21, até a terça-feira, dia 25, a cidade ganha, diariamente, outro colorido com confete e serpentina. São vários blocos em diferentes bairros de Campinas. E no sábado, 29, acontece a festa com o bloco do Instituto Cidas, na Vila San Martin.Estrutura

A organização dos desfiles é coordenada pela Secretaria de Cultura de Campinas. Para todos os blocos que foram cadastrados oficialmente, a Prefeitura fornece suporte institucional aos desfiles.A Guarda Municipal e a Polícia Militar cuidam da segurança pública. O monitoramento do trânsito e fechamento de ruas tem atuação da Emdec. Equipes de Saúde do Samu estão disponíveis para o atendimento dos casos de emergência. A Setec cuida da fiscalização e regulamentação dos ambulantes e a Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo, dos pedidos para liberação de horários especiais de funcionamento do comércio nesse período.A Secretaria de Serviços Públicos atua com equipes do Departamento de Limpeza Urbana (DLU) e do Departamento de Parques e Jardins (DPJ). A Secretaria de Cultura também fornece banheiros químicos em todos os trajetos dos desfiles.Carnaval pacífico

O diretor de Cultura da Secretaria de Cultura, Alexandre Randi, destaca a importância da conscientização do folião para um Carnaval pacífico. "É fundamental que o folião mantenha o respeito ao próximo e com a cidade. Fizemos um guia com algumas dicas que ajudam na execução de um Carnaval com menos impacto. São lembretes simples que fazem a diferença, como, por exemplo, 'Se beber, não dirija','Não leve copos e garrafas de vidro', 'lixo é no lixo', 'Não é não!', entre outros", acentua.

Casa de Cultura organiza Balaio das Águas

Diferentes expressões da cultura popular, como Afoxé, Maracatu, Jongo, Coco de Umbigada, Folia de Reis e Samba de Bumbo, fazem parte da 8 edição do Balaio das Águas, na Casa de Cultura Ibaô Ponto de Cultura e Memória. O evento será realizado amanhã, das 13h às 19h. A entrada é gratuita.

Com barracas típicas de comida e artesanato, além de diversas apresentações artísticas, a cultura popular e afro-brasileira é celebrada. O público poderá participar da roda de Capoeira e Jongo, que foram reconhecidas como patrimônio cultural de Campinas, em 2013, pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc).

Entre as comidas típicas, o festejado acarajé, que também tornou o ofício das baianas um bem cultural reconhecido como patrimônio do Brasil. A Casa de Cultura Ibaô fica na Rua Ema, 170, Vila Padre Manoel da Nóbrega. (AAN)