Publicado 07 de Fevereiro de 2020 - 9h48

Por AFP

A economia de Hong Kong entrou em recessão pela primeira vez em 10 anos, de acordo com cados publicados nesta segunda-feira, uma consequência da guerra comercial e dos protestos pró-democracia no território chinês.

Em 2019, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou contração de 1,2% em ritmo anual, o que não acontecia desde 2009.

A contração no quarto trimestre do ano - quando os protestos atingiram o nível máximo de violência - foi de 2,9%, o terceiro trimestre consecutivo de queda.

"Os incidentes sociais locais com violência durante o (quarto) trimestre tiveram um custo elevado para o ambiente econômico, assim como para as atividades relacionadas com o consumo e o turismo", afirma o governo local em um comunicado.

O segundo semestre do ano passado foi marcado por protesto diários e confrontos violentos entre manifestantes e a polícia.

Hong Kong enfrenta agora as consequências do coronavírus de Wuhan, que está afetando a economia do território e da China continental.

Escrito por:

AFP