Publicado 06 de Fevereiro de 2020 - 7h59

Por Estadão Conteúdo

Aves de Rapina dá início a uma temporada de filmes de super-heroínas: em 2020, Mulher-Maravilha e Viúva Negra também estrelam seus longas. A diferença é que o time liderado pela Arlequina é composto por vilãs. Mas nem sempre foi assim: nas HQs, o grupo teve uma origem bem mais comportada.

No início, era uma dupla composta por Batgirl (Barbara Gordon, filha do Comissário Gordon que ficou paraplégica após ser atacada pelo Coringa em Batman: A Piada Mortal, de Alan Moore) e a heroína Canário Negro. As Aves de Rapina surgiram em uma edição única de 1996, criadas por Jordan B. Gorfinkel e Chuck Dixon. A partir de 1999, ganharam uma série nas HQs e passaram a abarcar várias personagens - até Mulher-Gato e Hera Venenosa integraram o elenco temporariamente.

Apesar do tom feminista adotado pelas HQs, especialmente após Gail Simone se tornar roteirista, entre 2003 e 2009, o time teve até homens. Entre outros, Asa Noturna (Dick Grayson, o ex-Robin) e Rapina (herói obscuro de Steve Ditko, criador do Homem-Aranha) chegaram a colaborar com a equipe.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo