Publicado 05 de Fevereiro de 2020 - 9h59

Por Estadão Conteúdo

A chefe executiva de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou nesta quarta-feira, 5, que o território vai exigir que todos os indivíduos provenientes da China fiquem em quarentena por 14 dias, como parte de amplos esforços para conter a propagação do coronavírus. A nova política se aplica a todos os viajantes que vierem da China continental e entrará em vigor no próximo sábado, dia 08.

"Estamos num estágio mais grave", disse Carrie Lam, demonstrando preocupações com a disseminação do vírus no território semiautônomo. A última medida veio após Hong Kong relatar três novos casos da doença, que provavelmente ocorreram por transmissão local. Na tarde desta quarta-feira (pelo horário local), Hong Kong tinha 21 casos confirmados, com uma morte. Fonte: Dow Jones Newswires.

Escrito por:

Estadão Conteúdo