Publicado 20 de Janeiro de 2020 - 20h29

Por France Press

Penitenciária fica em Pedro Juan Caballero: presidiário foi pego na fronteira do Mato Grosso do Sul

AFP

Penitenciária fica em Pedro Juan Caballero: presidiário foi pego na fronteira do Mato Grosso do Sul

O homem de 30 anos, morador de Imperatriz, no Maranhão, foi abordado pelos agentes no Mato Grosso do Sul, informou o comunicado do Departamento de Operações de Fronteira (DOF).

“Durante entrevista dos militares, o suspeito demonstrou forte nervosismo e acabou confessando aos agentes que havia fugido da penitenciária paraguaia junto com outros 75 presos”, explica a nota.

O DOF detalhou que o preso cumpria pena por tráfico de drogas há quatro anos, mas não especificou se ele integra a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

A enorme fuga de presos — 40 brasileiros e 36 paraguaios — se deu na madrugada de domingo.

Cinco caminhonetes usadas por alguns dos fugitivos foram encontradas incendiadas em Ponta Porã, no lado brasileiro da fronteira.

Após a fuga, autoridades brasileiras reforçaram a vigilância policial na fronteira, com uso de helicópteros e barreiras.

Rastreamento

A polícia paraguaia faz um intenso rastreamento em coordenação com o Brasil.

“A maioria dos foragidos continua em território paraguaio”, disse o ministro do Interior, Euclides Acevedo, em coletiva de imprensa.

Já a Bolívia ativou um “alerta policial” em suas fronteiras com Argentina, Brasil e Paraguai após a fuga.

“A Bolívia ativou o dispositivo alerta policial-migratório na fronteira”, anunciou à imprensa o coronel Iván Rojas, diretor nacional da Força Especial de Luta contra o Crime.

“É um fato extremamente grave e sem precedentes”, disse o chefe da polícia sobre esta fuga.

Escrito por:

France Press