Publicado 20 de Janeiro de 2020 - 20h24

Por Estadão Conteúdo

Se a atriz for assumir a secretaria, deverá romper o contrato com a Globo

Divulgação

Se a atriz for assumir a secretaria, deverá romper o contrato com a Globo

 

A atriz Regina Duarte irá a Brasília nesta semana para conhecer a estrutura da Secretaria Especial de Cultura. Ela e o presidente Jair Bolsonaro encontraram-se nesta segunda-feira (20), no Rio de Janeiro, para discutir sobre o futuro da pasta. O encontro foi no Aeroporto Santos Dumont pouco antes de Bolsonaro voltar a Brasília, às 15h, após visita ao prefeito do Rio, Marcello Crivella, e reunião com militares. Regina Duarte foi convidada pelo presidente para assumir o cargo de secretária após a exoneração do dramaturgo Roberto Alvim, na semana passada.

“Após conversa produtiva com o presidente Jair Bolsonaro, Regina Duarte estará em Brasília na próxima quarta-feira (amanhã) para conhecer a Secretaria Especial de Cultura do governo federal”, informou, em nota, a assessoria do Palácio do Planalto.

Sobre se aceita o convite, a atriz declarou, segundo a nota, que ela e o presidente estão “noivando”. Em publicação no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro disse que ele e Regina Duarte tiveram uma “excelente conversa sobre o futuro da cultura” no país

Mãe de três filhos e avó de seis netos, Regina Duarte nasceu no dia 5 de fevereiro de 1947 e trabalha como atriz há 54 anos

‘Olho no olho’

A atriz enviou no início da tarde desta segunda-feira mensagem em uma rede social confirmando que foi chamada a conversar “olho no olho” com Bolsonaro no Rio de Janeiro. Sem antecipar se vai aceitar ou não o convite, a atriz usou expressões de agradecimento e afirmou que de tudo quer “tirar uma lição, um aprendizado”. “E Vambora!”, exclamou ao final da mensagem.

Globo

Regina Duarte aceitou participar de uma fase de testes no cargo de secretária da Cultura do governo federal. Para assumir a pasta, no entanto, a atriz terá de suspender seu contrato com a Rede Globo.

“A atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a emissora, como impõe a nossa política interna de conhecimento de todos os colaboradores.”, informou o departamento de Comunicação da Globo. 

Escrito por:

Estadão Conteúdo