Publicado 19 de Janeiro de 2020 - 13h16

Por Agência Anhanguera

Um cilindro de gás carbônico explodiu e deixou quatro pessoas feridas no local

Reprodução/Instagram

Um cilindro de gás carbônico explodiu e deixou quatro pessoas feridas no local

O cantor de pagode Dilsinho cancelou um show na madrugada deste domingo (19), em Indaiatuba, depois que um cilindro de gás carbônico explodiu e deixou quatro pessoas feridas no local onde o evento aconteceria. Dois homens sofreram graves ferimentos e estão internados no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC) no município. O acidente ocorreu em torno da 1h, no Clube Nove de Julho, na Avenida Presidente Vargas, na Vila Homero.

 

O equipamento que explodiu era do DJ Guuga, que abriria o show do pagodeiro. Depois da explosão, o Corpo de Bombeiros vistoriou o palco. Outros cilindros que lá estavam foram esvaziados por precaução. O DJ Guuga se apresentou normalmente. Dilsinho, entretanto, nem chegou a subir ao palco. Alguns equipamentos do cantor ficaram danificados.

Em sua conta na rede social Instagram, Dilsinho definiu o fato como uma "infelicidade".

“Foi uma explosão muito grande, eu ouvi do camarim e todos nós ficamos assustados naquele momento", disse. O artista assegurou ser muito emotivo. Em suas palavras, explicou que junto com sua equipe optaram por realizar o show em outra oportunidade. "Estou mexido com o que aconteceu e não estaria 100% para fazer o show hoje para vocês", esclareceu. Dilsinho pediu desculpa para os presentes, apesar de frisar que a responsabilidade não era sua ou das empresas que trabalham com ele. Pontuou também que os ingressos estavam praticamente esgotados. No fim da mensagem, enfatizou que torce e vai procurar se informar sobre a recuperação das pessoas que se feriram. "Vim deixar essa justificativa porque tenho essa obrigação com vocês: dar uma explicação para os fãs que estavam lá", comentou.

Escrito por:

Agência Anhanguera