Publicado 07 de Dezembro de 2019 - 5h30

Campinas teve ontem uma manhã de congestionamentos e trânsito lento em diversos pontos da região central em decorrência de uma chuva intensa e falhas semafóricas ocasionadas por oscilação de energia. Por volta das 10h, apresentaram falhas os semáforos das duas marginais da Avenida Dr. Moraes Sales no cruzamento com a Rua Barão de Jaguara. Os equipamentos fixaram na fase vermelha. Houve buzinaço. Depois de alguns minutos, os veículos que estavam na marginal da esquerda, passaram a ignorar o sinal e seguiram viagem. Os que estavam na marginal da direita permaneceram parados por cerca de 20 minutos, porque três motoristas — um de um ônibus da linha 351, que liga o campus 1 da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas ao Corredor Central, via bairro Chácara Primavera, outro de um caminhão com uma caçamba de lixo e um que conduzia um utilitário — se recusavam a desrespeitar a ordem de permanecer parados.

Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), a ocorrência gerou trânsito lento por aproximação no trecho. Houve ainda reflexos momentâneos na circulação de veículos nas avenidas Prestes Maia e João Jorge, no sentido Centro, no trecho desde a Avenida São Luíz do Paraitinga até o Viaduto Miguel Vicente Cury. De acordo com dados da Central Integrada de Monitoramento de Campinas (CIMCamp), os agentes da Emdec chegaram ao local por volta de 10h20 e operacionalizaram o cruzamento até às 10h40, quando o equipamento foi totalmente restabelecido.

A Emdec informou que caso tenha ocorrido registro de infrações de trânsito por avanço de sinal vermelho no trecho, elas serão descartadas automaticamente por conta da falha semafórica. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece em seu artigo 208, que avançar o sinal vermelho do semáforo ou o de parada obrigatória é infração gravíssima. A penalidade, conforme artigo 258, são sete pontos da carteira de motorista e multa no valor de R$ 293,47.

Além da ocorrência mencionada, a Emdec registrou falhas semafóricas nos cruzamentos entre as vias Francisco Glicério e Delfino Cintra (semáforo apagado); e Barão de Itapura e Andrade Neves (semáforo intermitente). O funcionamento dos equipamentos foi restabelecido em todos os pontos até o final da manhã.

A Emdec destacou, em nota, que realiza o monitoramento do trânsito de maneira geral no Município e realiza as intervenções necessárias, para garantir a segurança e fluidez viária. "Na ocorrência de chuvas, esse trabalho se intensifica. Imediatamente após o acionamento, os agentes da Emdec se dirigem para os locais das ocorrências, realizando bloqueios viários, rotas alternativas de desvio, operacionalização do trânsito e reprogramações semafóricas", encerra o texto.