Publicado 07 de Dezembro de 2019 - 5h30

A Caixa Econômica Federal tem cerca de 50 contratos vigentes com a Prefeitura de Campinas totalizando cerca de R$ 1,7 bilhão em financiamentos ou repasses. Somadas às contrapartidas municipais, o montante ultrapassa a casa dos R$ 2 bilhões. A informação é do gerente-geral de filial e da gerência executiva de governo da CEF em Campinas, Carlos Eduardo Moreno Nucci. Na manhã de ontem, o gestor e o prefeito Jonas Donizette (PSB) assinaram três contratos de repasses de verbas de aproximadamente R$ 1,7 milhão. O valor, oriundo de emendas parlamentares do orçamento geral da União de 2019, será empregado na reforma do Mercado Municipal, obras de recapeamento e implantação de sinalização turística da Mata de Santa Genebra.

Nucci detalhou que dos mais de R$ 2 bilhões em investimentos, em torno de R$ 700 milhões correspondem a obras financiadas pela Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa). Outros R$ 400 milhões foram destinados a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) para implantação do BRT (Ônibus de Trânsito Rápido. O restante dos recursos é para empreendimentos de responsabilidade do Executivo.

Jonas destacou que neste ano recebeu em Campinas, o presidente da CEF, Pedro Duarte Guimarães, empossado em 3 de janeiro. "Foi um bate-papo muito bom", enfatizou. De acordo com o chefe do Executivo, Guimarães assumiu e cumpriu uma série de questões com ele, no que diz respeito a desburocratização de processos. "Os prefeitos pegam no pé da CEF. Mas, se tem uma norma, tem que seguir ou dá problema.”

Novos

Ontem, na Sala Azul do Paço Municipal, o prefeito de Campinas assinou três contratos de repasse de verbas com a Caixa Econômica Federal. Agora, a Prefeitura tem até novembro de 2020 para apresentar e aprovar os referentes projetos junto à instituição. Depois da aprovação, ocorrem as licitações. Definidas as empresas vencedoras, as verbas são liberadas para a execução de obras e serviços. Pouco mais de R$ 482 mil serão investidos na reforma do Mercado Municipal, sendo repasse de R$ 477,5 mil por meio de emenda do deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP) junto ao Ministério do Turismo e R$ 4.830 em contrapartida municipal. Jonas destacou que se trata de um tradicional centro de compras de Campinas, dotado de bela arquitetura. Esse projeto será realizado em parceria com a Serviços Técnicos Gerais (Setec) e Secretaria de Infraestrutura.

Os banheiros serão ampliados e melhorados. O prefeito frisou que o estacionamento será remodelado e terá sua capacidade de vagas dobrada, saltando de 100 para 200. Jonas enfatizou que as melhorias já consideram que o fluxo de pessoas aumentará no local em decorrência da nova estação do BRT.

Cerca de R$ 965 mil serão investimentos ao recapeamento da Avenida Carlos Grimaldi, uma via extensa, de grande volume de tráfego de veículos, inclusive ônibus. O valor do repasse é de R$ 955 mil por meio de emenda do deputado federal Gilberto Nascimento (PSC-SP) e a contrapartida é de R$ 9.559,60.

A via corta vários bairros da cidade, como Jardim Bela Vista e Vila Madalena, dá acesso à Rodovia D. Pedro (SP-065), na região próxima ao Galleria Shopping. Por fim, será implantada sinalização turística na Mata de Santa Genebra.

Ao todo, serão investidos quase R$ 251 mil, sendo R$ 248,3 mil de repasse por meio de emenda do deputado federal Evandro Gussi (PV-SP) e contrapartida da Prefeitura de R$ 2.550.