Publicado 07 de Dezembro de 2019 - 11h19

Por Carlos Rodrigues

Carpini não está preocupado com a demora das primeiras contratações

Wagner Souza/AAN

Carpini não está preocupado com a demora das primeiras contratações

Ainda sem confirmar nenhuma contratação e com a renovação apenas do volante Deivid, o Guarani tem poucas jogadores com contrato vigente para o ano que vem. As principais carências, por enquanto, são no meio e no ataque, setores que devem sofrer a maior reformulação para 2020. Apesar disso, o técnico Thiago Carpini descarta qualquer preocupação. Com a expectativa de anunciar os primeiros reforços na semana que vem, o treinador diz que a prioridade é fortalecer todos os setores.

Entre aqueles com permanência garantida estão os goleiros Jefferson e Carlão, o lateral-direito Bruno Souza, o lateral-esquerdo Bidu, os zagueiros Bruno Silva e Pedro Moraes, os volantes Deivid, Ricardinho e Pedro Acorsi, o meia Bady e o atacante Renanzinho. O jovem Mateusinho volta de empréstimo do Grêmio e se reapresenta em janeiro para ser avaliado pela comissão técnica. Ainda há a perspectiva de renovação do lateral-direito Lenon, do zagueiro Luiz Gustavo, do volante Igor Henrique e do meia Lucas Crispim.

"A preocupação é fortalecer todos os setores. O campeonato começa em 22 de janeiro, então temos um tempo. No ataque, o xis da questão é buscar atletas com outras características para gente ter uma alternativa de mudança, uma variação tática", explica o treinador bugrino. "Vamos buscar qualificar, sem priorizar nenhum setor. A partir da semana que vem, a ideia é já ter um time mais encorpado".

O futuro do atacante Davó deve ser resolvido da semana que vem. O Corinthians aguarda a última rodada do Brasileiro, amanhã, para intensificar o planejamento e a transferência do jogador bugrino deve ser concretizada. O Guarani, porém, ainda nutre esperança de contar com o atleta pelo menos para o Campeonato Paulista. 

Escrito por:

Carlos Rodrigues