Publicado 06 de Dezembro de 2019 - 12h28

Por AFP

As grandes promessas da rede 5G e da "supremacia quântica" e as batalhas pela proteção da privacidade e contra a desinformação são alguns dos principais desafios para a tecnologia em 2020.

As novas redes móveis 5G, mais rápidas e potentes, passarão da fase experimental à comercialização.

O grande momento será o lançamento pela Apple do primeiro iPhone compatível com a rede 5G, um passo já dado pela Samsung, Xiaomi e Huawei.

Em relação à adoção dessa nova rede, uma incógnita que surge é o papel que o fornecedor chinês Huawei terá na implantação mundial dessa tecnologia.

Os fabricantes de smartphones esperam que as vendas voltem a crescer após dois anos de estagnação. Uma leve melhora foi registrada no terceiro trimestre de 2019.

Outra batalha a ser travada em 2020 será no campo do serviço de vídeo por "streaming". Apple e Disney querem competir com a Neflix, enquanto, paralelamente, o Google se lança no universo dos jogos online.

Após os projetos anunciados pelo Google e IBM no final de 2019, o próximo ano também pode ver novos avanços na computação quântica, com máquinas capazes de processar uma informação muito mais rápido que os mais potentes supercomputadores do mundo.

O Google afirmou que alcançou a "supremacia quântica", apesar dos questionamentos de muitos especialistas

Outro assunto as ser acompanhado é o desenvolvimento de carros totalmente autônomos, uma realidade que parece distante.

A Tesla anuncia como "iminente" a comercialização de um carro que pode ser conduzido "de casa para o trabalho, provavelmente sem qualquer intervenção, mas sob a supervisão de um ser humano".

Escrito por:

AFP