Publicado 02 de Outubro de 2019 - 11h18

Por Daniel de Camargo

Após o terceiro ano do novo curso, o aluno é habilitado pela escola a atuar como Assistente de Desenvolvimento de Aplicativos Computacionais

Divulgação

Após o terceiro ano do novo curso, o aluno é habilitado pela escola a atuar como Assistente de Desenvolvimento de Aplicativos Computacionais

A área de tecnologia da informação demandará 70 mil profissionais por ano até 2024, mas o Brasil forma, anualmente, apenas 46 mil pessoas com o perfil necessário para ocupar as vagas disponíveis no setor. Os dados, divulgados pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), mostram como o setor está aquecido e exige profissionais com habilidades específicas.

Jovens de Campinas podem acelerar a entrada profissional nesta área enquanto finalizam os últimos anos do período escolar regular por meio do Ensino Médio Técnico em Informática, curso inédito na região ofertado pelo Senac Campinas.

O curso proporciona, segundo a gerente do Senac Campinas, Heloisa Vendramini, que os estudantes concluam o ensino médio não somente com uma profissão, mas também com um projeto de vida, além de estarem preparados para o ENEM e demais exames de admissão das universidades brasileiras. "O aluno também poderá fazer um estágio profissional durante o Ensino Médio Técnico em Informática, com chances de conquistar um emprego enquanto ainda estiver estudando", menciona.

Para facilitar o acesso de jovens estudantes ao Ensino Médio Técnico em Informática, o Senac Campinas oferece descontos promocionais para matrículas realizadas, ainda em outubro, por grupos de pais vindos de uma mesma escola, que terão desconto de 50% no valor da matrícula em 2019. O benefício é válido a partir da matrícula de dois alunos diferentes. As inscrições podem ser feitas pelo Portal Senac e as aulas terão início em 27 de janeiro de 2020, das 7h30 às 12h45.

Preparação

Aprendizado na prática e a infraestrutura oferecidos são diferenciais da instituição no cenário regional

O ensino médio técnico em informática compreende toda a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio e é dividido em áreas do conhecimento, não em disciplinas: Linguagens e suas Tecnologias (língua portuguesa, artes, educação física, língua inglesa e informática); Ciências da Natureza e suas Tecnologias (biologia, física, química e informática); Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (história, geografia, sociologia, filosofia e informática); e Matemática e suas Tecnologias (matemática e informática). 

Além das atividades relacionadas a cada área, os alunos recebem suporte individualizado para desenvolver seu projeto de vida e carreira, em sintonia com sua história e suas vontades, e o projeto de formação profissional. Todas as aulas são dinâmicas e interativas, com simulação de situações reais em diversos ambientes da unidade, explorando toda a infraestrutura de laboratórios e espaços oferecidos. E todos os professores possuem formação sólida e experiência profissional na área.

O aprendizado na prática e a infraestrutura oferecidos pelo Senac Campinas são grandes diferenciais da instituição. Ao final de cada ano letivo, o aluno recebe um certificado de qualificação profissional e já tem a possibilidade de atuar no mundo do trabalho. Após o primeiro ano, ganha o título de Assistente de Suporte de Manutenção em Computadores; no segundo, é certificado como Assistente de Operação de Redes de Computadores; e, no terceiro, recebe o título de Assistente de Desenvolvimento de Aplicativos Computacionais.

Ao término do Ensino Médio Técnico em Informática, o aluno estará capacitado para atuar como técnico e realizar o planejamento e a execução dos processos de manutenção de computadores, operação de redes locais de computadores e o desenvolvimento de aplicativos computacionais. Com essa formação, poderá atuar em organizações públicas e privadas de qualquer segmento, tais como as do setor de comércio, serviços, indústria, consultoria, ensino e pesquisa, por meio da prestação de serviços autônomos, temporários ou contrato efetivo.

Escrito por:

Daniel de Camargo