Publicado 01 de Outubro de 2019 - 15h11

Por Tote Nunes

A concessionária que administra Viracopos entrou com pedido de recuperação judicial em maio de 2018

Leandro Ferreira/AAN

A concessionária que administra Viracopos entrou com pedido de recuperação judicial em maio de 2018

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) e a Concessionária Aeroportos Brasil Viracopos (ABV) chegaram a um acordo pela suspensão da Assembleia Geral de Credores marcada para esta terça-feira (1º/10) após audiência realizada na Justiça de Campinas (SP). O acordo foi possível após manifestação expressa da ABV no sentido de buscar a viabilização da relicitação do ativo concedido. Essa foi a primeira sinalização da concessionária nesse sentido desde a relicitação ter sido regulamentada.

Para a viabilização do acordo, ficam suspensas por 30 dias “todas as ações judiciais e processos administrativos existentes entre as partes (ANAC e recuperandas), bem como aqueles que envolvam seus interesses”, informa o documento assinado perante a juíza Bruna Marchese e Silva, da Comarca de Campinas.

A assembleia de credores foi remarcada para 16 de dezembro deste ano. Antes disso, no final de outubro, nova sessão conciliatória será realizada “a fim de esclarecer e sanear eventuais pontos da relicitação que se mostrarem necessários, bem como confirmar se o andamento das negociações viabilizará a realização da próxima assembleia”, diz o acordo.

O Consórcio ABV tem uma dívida que chega a R$ 3,2 bilhões, mas pode chegar a perto de R$ 5 bilhões, com alterações em critérios de cobrança que vem sendo feito pela Anac.

Escrito por:

Tote Nunes