Publicado 02 de Outubro de 2019 - 19h46

Por AFP

Um bombardeiro da Segunda Guerra Mundial caiu nesta quarta-feira com 13 pessoas a bordo em um aeroporto de Conecticut, no nordeste dos Estados Unidos, deixando vários mortos e feridos, informaram as autoridades e a imprensa local.

O Boeing B-17 tentava pousar por volta das 10H00 local (11H00 Brasília) no Bradley International Airport quando ocorreu o acidente, informou a Agência Federal de Aviação (FAA) em sua conta no Twitter.

O jornal local The Hartford Courant revelou que ao menos cinco pessoas morreram e nove ficaram feridas gravemente.

Ainda não há confirmação oficial sobre óbitos e até o momento se desconhece a causa do acidente.

Um porta-voz da polícia de Connecticut disse à AFP que o acidente envolveu 14 pessoas: dez passageiros, três tripulantes e uma pessoa que estava em terra.

"Recebemos seis pacientes, sendo três em estado crítico. Não temos mais informação neste momento", declarou um funcionário do Hartford Hospital à AFP.

Imagens que circularam nas redes sociais e em alguns canais de TV mostram uma grossa coluna de fumaça subindo do local do acidente.

A Força Aérea informou que o avião estava registrado como uma aeronave civil e não era operado por militares.

O aeroporto permaneceu fechado por várias horas antes de voltar a operar.

O B-17, também conhecido como "fortaleza voadora", foi criado na segunda metade da década de 1930 e atuou amplamente na Segunda Guerra Mundial como bombardeiro estratégico das forças americanas e britânicas.

BOEING

Escrito por:

AFP