Publicado 02 de Outubro de 2019 - 16h15

Por AFP

O governo da Venezuela denunciou, nesta quarta-feira (2), que o Peru reteve momentaneamente e negou o ingresso no país a dois magistrados do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ).

"Foi-lhes negado o ingresso e, posteriormente, foram obrigados a voltar para a Venezuela", reclamou o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado, considerando o caso como um "atropelo" que viola acordos internacionais.

Os juízes iriam a Lima para assistir a uma reunião preparatória da Cúpula Judicial Ibero-Americana, relatou a Chancelaria venezuelana.

Em janeiro passado, o Peru proibiu a entrada do presidente Nicolás Maduro e de integrantes da cúpula do governo, além de determinar o bloqueio de suas transferências bancárias, em cumprimento a acordos do Grupo de Lima.

A medida se estende a familiares do presidente, pressionado pelo bloco para deixar o poder.

Sem revelar os nomes dos magistrados, Caracas exigiu que Lima "evite que fatos como este se repitam".

axm/llu/tt

Escrito por:

AFP