Publicado 02 de Outubro de 2019 - 15h31

Por AFP

Democratas no Congresso dos Estados Unidos encarregados de investigar processos políticos contra o presidente Donald Trump ameaçaram quarta-feira (2) forçar a Casa Branca a fornecer documentos relacionados com o caso da Ucrânia.

Os líderes democratas dos comitês de Relações Exteriores, Inteligência e Segurança e Supervisão e Reforma anunciaram que enviarão formalmente uma convocação ao Executivo na sexta-feira para que entregue estes documentos, se eles não cumprirem a solicitação de modo voluntário antes.

"O flagrante desrespeito da Casa Branca por muitos pedidos de entrega voluntária de documentos (...) não nos deixa outra opção a não ser fazer essa citação", explicaram em comunicado.

Maioria na Câmara dos Representantes, os democratas abriram uma investigação em 24 de setembro, com vistas ao impeachment do presidente republicano.

Trump é acusado de ter pedido a seu colega ucraniano, Volodimir Zelenski, durante uma conversa por telefone no final de julho, para investigar o ex-vice-presidente Joe Biden, favorito para ser o candidato presidencial democrata em 2020.

O presidente Trump negou ter exercido qualquer pressão e denunciou, na noite de terça-feira, um "golpe de Estado" liderado pelos democratas.

No comunicado, os líderes do comitê disseram que estão investigando até que ponto Trump coloca a segurança nacional em risco, ao pressionar a Ucrânia a interferir nas eleições de 2020 e manter a assistência de segurança fornecida pelo Congresso para ajudar a Ucrânia para combater a agressão russa, bem como qualquer esforço para encobrir essas questões.

"As comissões estão conduzindo essa investigação rapidamente e de maneira coordenada", acrescentaram.

Esse procedimento, raro na história dos Estados Unidos, abala a campanha eleitoral para as eleições presidenciais de novembro de 2020, na qual Trump tentará obter um segundo mandato.

elc-ad/lda/cc/tt

Escrito por:

AFP