Publicado 02 de Outubro de 2019 - 15h30

Por AFP

O jovem atacante Lamine Diaby Fadiga assinou com o Paris FC até 2023, um dia depois de ser dispensado do Nice por ter roubado no vestiário da equipe um relógio do companheiro Kasper Dolberg avaliado em 70.000 euros.

"Depois de rapidamente nos colocar a par do caso, contactamos Lamine, que nos expressou seu remorso. Este erro da juventude não apaga suas qualidades humanas e sua integridade", declarou o diretor esportivo do Paris FC, Pierre Dréossi, em comunicado publicado nas redes sociais.

"Durante as negociações, o jogador nos manifestou sua vontade de se redimir e de se mostrar irretocável tanto dentro como fora de campo", completou o dirigente do lanterninha da segunda divisão francesa.

Diaby Fadiga, de 18 anos e jogador das seleções de base da França, apareceu no noticiário após admitir que roubou o relógio de seu companheiro dinamarquês no Nice.

O atacante pediu desculpas pelo ocorrido via Instagram, afirmando ter agido "por inveja".

ama/jde/am

Escrito por:

AFP