Publicado 02 de Outubro de 2019 - 12h01

Por AFP

O organismo encarregado de organizar as eleições na Tunísia confirmou nesta quarta-feira (2) que o segundo turno da eleição presidencial vai acontecer em 13 de outubro, apesar da polêmica envolvendo a votação, com um dos candidatos na prisão.

O Instituto Eleitoral (Isie) informou que a campanha eleitoral começará oficialmente nesta quinta-feira.

Os candidatos são o independente Kais Saied e o empresário Nabil Karoui, atualmente na prisão acusado de fraude fiscal e de lavagem de dinheiro.

"O Isie não pode antecipar, nem atrasar, a data das eleições em razão da Constituição", declarou o presidente do instituto, Nabil Baffoun.

vid-ayj-cnp/cgo/jz/mb/mr/tt

Escrito por:

AFP