Publicado 02 de Outubro de 2019 - 11h45

Por AFP

Teerã continua "aberta" à negociação, após o fracasso da tentativa francesa de aproximar americanos e iranianos, à margem da Assembleia Geral da ONU em Nova York - declarou o presidente Hassan Rohani, nesta quarta-feira (2).

O Irã estava preparado para "manter uma negociação frutífera", destacou Rohani, em referência às 48 horas de esforços diplomáticos em Nova York, em 23 e 24 de setembro, por parte do presidente francês, Emmanuel Macron, para tentar estabelecer um diálogo entre Rohani e o presidente americano, Donald Trump.

"Do meu ponto de vista, o caminho (do diálogo) continua aberto", afirmou Rohani durante um conselho de ministros.

"Quero agradecer ao presidente francês. Fez todo o possível durante as 48 horas, e em particular durante (as últimas) 24 horas de sua estada em Nova York", completou Rohani.

De acordo com o presidente iraniano, a França havia preparado um plano que, "de certa maneira, poderia ter sido aceitável e, se alguém impediu que tivesse êxito, foi a Casa Branca, mais ninguém".

Em pleno "auge das negociações diplomáticas, o presidente americano, por duas vezes em 24 horas, anunciou claramente que queria intensificar as sanções contra o Irã", lembrou Rohani.

"Dissemos aos nossos amigos europeus: "está bem, mas em quem devemos acreditar? No que vocês estão dizendo, que os Estados Unidos estão dispostos (a retirar as sanções), ou no que afirma o presidente americano?"", completou o iraniano.

Em nenhum momento do discurso, Rohani afirmou se estava prevista uma eventual conversa com Trump.

neg-mj/on/hc/dr/age/mb/fp/tt

Escrito por:

AFP