Publicado 01 de Outubro de 2019 - 22h30

Por AFP

O presidente americano, Donald Trump, denunciou nesta terça-feira (1) a investigação por impeachment que ameaça sua Presidência como um "golpe".

Os comentários de Trump foram feitos depois que o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, pressionou para prevenir ou retardar que cinco diplomatas em atividade e aposentados testemunhassem na investigação de impeachment de Trump.

"Quanto mais aprendo, a cada dia que passa, chegou à conclusão de que o que está acontecendo não é um impeachment, é um GOLPE", tuitou Trump.

Tem como objetivo "tirar o Poder do Povo, seu VOTO, suas Liberdades, sua Segunda Emenda, Religião, Exército, Muro Fronteiriço e seus direitos dados por Deus como um Cidadão dos Estados Unidos da América!", escreveu.

A investigação conduzida pela Câmara dos Representantes, de maioria democrata, busca saber se Trump abusou do cargo, pedindo ajuda ao presidente ucraniano, Volodimir Zelenski, para prejudicar o ex-vice-presidente Joe Biden, sem principal adversário nas eleições presidenciais de 2020.

Se a Câmara aprovar o impeachment, o caso seguirá para o Senado, de maioria republicana.

Escrito por:

AFP