Publicado 01 de Outubro de 2019 - 19h00

Por Estadão Conteúdo

O Senado aprovou, nesta terça-feira, 1, a recondução de Walter de Agra Júnior para o cargo de procurador-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Ele recebeu 56 votos favoráveis e oito contrários no plenário da Casa. Houve uma abstenção.

O aval do Senado é necessário para a nomeação dos indicados pelo presidente Jair Bolsonaro no órgão. O Cade está com apenas três integrantes no tribunal e sem quórum para votações desde julho. A votação do nome ocorreu na mesma sessão em que a reforma da Previdência está pautada.

Os senadores também aprovaram a indicação do advogado Sérgio Costa Ravagnani para o cargo de conselheiro do órgão. Na sequência, o plenário analisa o nome de Lenisa Prado para o Cade. As indicações foram feitas pelo presidente Jair Bolsonaro em negociação com Alcolumbre, que havia manifestado rejeição a nomes anteriormente encaminhados.

Escrito por:

Estadão Conteúdo