Publicado 01 de Outubro de 2019 - 15h16

Por AFP

A Justiça do Vaticano apreendeu, nesta terça-feira (1º), "documentos e dispositivos eletrônicos" nos escritórios da secretaria de Estado (governo) e da Autoridade de Informação Financeira (controle financeiro) - anunciou a Santa Sé em uma nota.

De acordo com o comunicado, a apreensão aconteceu depois que informações sobre "operações financeiras no passado" circularam no início do verão. Não foram divulgados detalhes sobre estas operações.

Órgão do governo da igreja católica, a secretaria de Estado trabalha em estreita colaboração com o papa Francisco.

A Autoridade de Informação Financeira (AID), que fica bem perto da residência do pontífice, é uma autoridade antilavagem de dinheiro para eliminar as operações opacas do Banco do Vaticano (IOR), atingidas por vários escândalos no passado.

As apreensões desta terça-feira foram ordenadas pelo promotor do Vaticano, Gian Piero Milan, e por seu vice, Alessandro Diddi, que já havia avisado os líderes das instâncias afetadas.

cm/fka/es/mb/aa/tt

Escrito por:

AFP