Publicado 30 de Setembro de 2019 - 13h03

Por Adagoberto F. Baptista

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Matheus Divulgação

Um morador em condição de rua, de 35 anos, foi preso em fragrante na manhã desta segunda-feira (30), em Campinas, furtando peças sacras e outras de bronze e cobre no Cemitério da Saudade. O homem, segundo a Polícia Militar (PM), vandalizou ao menos 15 túmulos e retirou 24 peças. Ele foi pego após vigilantes do cemitério perceberem a ação e acionarem a polícia. O suspeito tentou fugir, mas foi alcançado e detido. As peças foram devolvidas para a Serviços Técnicos Gerais (Setec).

De acordo com o sargento Marcelo Borges Fidelis, o homem usou uma barra de ferro para arrancar as peças. Quando os policiais chegaram no local, ele caminhava entre os túmulos com uma sacola plástica e ao avistar a PM, jogou a sacola e correu. Houve cerco e o suspeito foi detido e preso.

Segundo a PM, Benedito Fernando Marques Tavares já tem passagem por tráfico e foi levado para o 1º Distrito Policial (DP), onde ficou detido e será levado a audiência de custódia nesta terça-feira.

O furto de objetos de cobre e bronze ocorre há anos no cemitério, inclusive no começo deste ano, quatro pessoas foram detidas quando faziam um arrastão no local. Na época, a polícia descobriu uma ligação dos criminosos com um ferro-velho, de propriedade de um Guarda Municipal, na região do Campo Grande.

Para coibir o vandalismo no cemitério, a Setec chegou a mudar o sistema de segurança, implantar mais câmaras de vigilância e também até contratou uma empresa de drone para fiscalizar o espaço em dias alternados. Outra medida foi fechar uma das entradas laterais.

Tavares foi flagrado pelos seguranças por volta das 7h15 da manhã.

Escrito por:

Adagoberto F. Baptista