Publicado 30 de Setembro de 2019 - 23h05

Por Carlos Rodrigues

Jogadores correm atrás de Lucas Crispim, autor dos gols da partida que abriu a 26ª rodada: time volta a jogar terça que vem contra o Coritiba

Leandro Ferreira/AAN

Jogadores correm atrás de Lucas Crispim, autor dos gols da partida que abriu a 26ª rodada: time volta a jogar terça que vem contra o Coritiba

O Atlético-GO veio a Campinas defendendo uma invencibilidade de dez jogos, mas o Guarani fez questão de mostrar de quem realmente pertence a boa fase na Série B do Brasileiro. Com absoluta autoridade, o Bugre venceu por 2 a 0, nesta segunda-feira (30), no Estádio Brinco de Ouro, pela 26ª rodada, e manteve o embalo. O meia-atacante Lucas Crispim, no primeiro tempo, marcou os dois gols que ampliaram a sequência positiva do time.

Invicta há sete partidas, a equipe alviverde saltou para a 12ª posição, com 32 pontos, e abre momentaneamente seis de diferença em relação a zona de rebaixamento. Após quatro partidas em nove dias, o elenco ganhou um descanso e o próximo compromisso é apenas na terça-feira da semana que vem, contra o Coritiba, fora de casa.

O Guarani entrou em campo com sua força máxima, mas teve uma baixa significativa logo no início com a contusão do volante Igor Henrique. O desfalque, porém, não abalou o time, que fez um primeiro tempo irrepreensível. Com controle total do jogo, o Bugre abriu o placar aos 10 minutos. Após cobrança de escanteio de Thallyson, a bola atravessou a grande área, mas não passou por Lucas Crispim, que apareceu na segunda trave e tocou de cabeça para fazer 1 a 0.

Com o gol, os donos da casa ficaram confortáveis para aplicar melhor seu estilo de jogo. O Atlético tentou se lançar mais, mas pouco ameaçava a meta de Klever. E sempre que escapava em velocidade, o Guarani era perigoso. E foi numa jogada maravilhosa que saiu o segundo gol, aos 32'. Michel Douglas tomou a bola, serviu Davó e o garoto deu um passe magistral de calcanhar para Lucas Crispim. O camisa 11 invadiu a área e bateu na saída de Koslinski para marcar o segundo dele na partida.

Extremamente à vontade em campo, o Guarani teve chances de fazer mais no primeiro tempo. Após cruzamento de Lenon, Lucas Crispim só não fez mais um porque Lucas Rocha salvou em cima da linha. Depois, o travessão evitou o terceiro em cabeçada de Diego Giaretta.

Após o intervalo, o Atlético voltou mais ligado e de cara Jorginho fez Klever trabalhar. O Bugre, no entanto, respondeu imediatamente e evitou que o adversário tomasse conta do jogo. Lucas Crispim em chute colocado e Davó, de fora da área, finalizaram perto do gol de Kozlinski.

À medida que o relógio foi andando e a vantagem era extremamente favorável, o Guarani ficou confortável em campo e soube administrar o resultado. Com direito a gritos de olé e muita festa da torcida nos minutos finais, o time neutralizou o rival e manteve sua meta intacta. Com a defesa completando o quinto jogo consecutivo sem levar gol e o ataque garantindo a primeira vitória no campeonato por mais de um gol de diferença, o Bugre alcançou o seto triunfo nas últimas nove rodadas e colocou o vice-líder no bolso.

Escrito por:

Carlos Rodrigues