Publicado 29 de Setembro de 2019 - 16h08

Por Estadão Conteúdo

O volante Ralf marcou o gol da vitória no segundo tempo

Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

O volante Ralf marcou o gol da vitória no segundo tempo

O Corinthians derrotou o Vasco por 1 a 0, neste domingo (29), na Arena Corinthians, em São Paulo, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O volante Ralf marcou o gol da vitória no segundo tempo. A partida teve a intervenção do VAR (árbitro de vídeo) em três oportunidades para anular dois gols do time paulista e outro da equipe carioca.

O resultado leva o time comandado pelo técnico Fábio Carille aos 38 pontos, 11 atrás do líder Flamengo, mas dentro da zona de classificação para a Copa Libertadores. Foi a segunda vitória consecutiva do Corinthians no Brasileirão, a primeira depois da eliminação nas semifinais da Copa Sul-Americana. A derrota deixa o Vasco com 24 pontos, em posição intermediária na tabela de classificação.

Os dois times têm jogos atrasados da 21ª rodada por fazer nesta quarta-feira, às 19h15. O Corinthians encara a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC), e o Vasco mede forças contra o Atlético-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

O JOGO - Corinthians e Vasco fizeram um primeiro tempo ruim, sem nenhuma chance real de gol, erros de passes e pouca criatividade Os goleiros não fizeram defesas importantes. Jogando em casa, o time paulista teve dificuldades para encontrar espaços na defesa rival e nada criou. Nem mesmo o lado direito com Fagner funcionou na primeira etapa. Lento e pouco inspirado, foi presa fácil para uma equipe carioca defensivamente bem postada e eficiente.

O lance de maior emoção no primeiro tempo foi a intervenção do VAR para confirmar a anulação de um gol do Corinthians, o que já havia sido feito no gramado. Aos 9 minutos, o árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro seguiu orientação do auxiliar e anotou falta de Manoel sobre o goleiro Fernando Miguel. Chamado para analisar o lance na lateral do campo, o juiz e o companheiro de vídeo levaram quatro minutos para decidir pela anulação do gol.

No início do segundo tempo o VAR entrou novamente em ação, desta vez para anular um gol do Vasco. Aos 5 minutos, Danilo Barcelos cobrou falta e Werley marcou. No gramado, árbitro e auxiliar validaram o gol. Mas o árbitro de vídeo anulou, anotando impedimento. O lance era realmente difícil para a dupla no gramado. Mais três minutos até a decisão final.

Mesmo longe de uma atuação brilhante, o Corinthians acabou chegando ao gol aos 13 minutos. Após receber passe de Boselli, Ralf arriscou de fora da área e acertou o canto esquerdo de Fernando Miguel. Foi o 10.º gol do volante com a camisa do clube, o primeiro na temporada de 2019.

Após sofrer o gol, o técnico Vanderlei Luxemburgo esperou para saber como o time reagiria e fez três alterações em cinco minutos para soltar o Vasco em busca, no mínimo, do empate. E, nos minutos finais, a partida finamente esquentou, com chances de gols para os dois times, defesas importantes e outro gol anulado do Corinthians.

O Vasco teve grande chance de chegar ao empate aos 35 minutos. Ao tentar tirar uma bola da grande área, Ralf chutou forte, ela bateu em Clayton e obrigou o goleiro Cássio a fazer boa defesa, evitando o gol.

Com o Vasco em busca do empate, o Corinthians teve espaços para contra-atacar e quase ampliou aos 41 minutos. Pedrinho cruzou rasteiro, mas Gustavo, que acabara de entrar na vaga de Boselli, chutou sobre Fernando Miguel.

Cássio fez outra boa defesa aos 51 minutos. Após uma reposição de Fernando Miguel, Ralf cabeceou para atrás e a bola sobrou para Clayton que concluiu sobre Cássio, na linha da pequena área Pouco depois, aos 52, Jadson marcou o segundo gol do Corinthians, mas o árbitro seguiu a orientação do VAR e marcou impedimento de Mateus Vital na origem no lance.

Escrito por:

Estadão Conteúdo