Publicado 30 de Setembro de 2019 - 13h00

Por Estadão Conteúdo

Na véspera do primeiro teste da reforma da Previdência no plenário do Senado, o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), reforçou nesta segunda-feira, 30, que o texto vai ser votado na terça-feira, 1º de outubro, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e seguirá para o plenário no mesmo dia.

Alcolumbre continua citando a primeira quinzena de outubro como prazo para o segundo turno da votação, fase em que a proposta é concluída.

No calendário fechado com líderes partidários, a previsão é de uma votação no dia 10 de outubro - Alcolumbre tem evitado se comprometer com essa data nos últimos dias.

"Após análise na CCJ, a Reforma da Previdência segue, nesta terça-feira (1), para o Plenário do Senado Federal, em primeiro turno. É o momento onde todos os senadores poderão contribuir com o debate de ideias. O segundo turno está previsto para a primeira quinzena de outubro", escreveu Alcolumbre no Twitter.

Na semana passada, a votação do parecer do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) sobre as emendas de plenário foi adiada na CCJ em uma resposta do Senado à operação da Polícia Federal contra o líder do governo na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-CE).

Escrito por:

Estadão Conteúdo