Publicado 30 de Setembro de 2019 - 7h15

Por AFP

As manifestações pró-democracia em Hong Kong de terça-feira, que coincidem com o 70º aniversário de fundação do regime comunista na China, serão "muito, muito perigosas", advertiu nesta segunda-feira a polícia do território chinês.

"Depois de nossa análise, acreditamos que a situação amanhã (terça-feira) será muito, muito perigosa", afirmou o superintendente John Tse à imprensa.

"Os insurgentes estão aumentando a violência. A profundidade e a amplitude de sua violência e de seus planos demonstram que cada vez mais estão recorrendo ao terrorismo", completou.

Esta região autônoma do sul da China, que vive desde junho sua crise política mais grave desde a devolução a Pequim em 1997, voltou a ser cenário no domingo de graves confrontos entre a polícia e manifestantes radicais, que incendiaram barricadas no centro da cidade.

Há quatro meses acontecem manifestações quase diárias em Hong Kong para exigir reformas democráticas.

Mas nos últimos dias a tensão aumentou, com a aproximação da data que vai celebrar, na terça-feira, os 70 anos da criação da República Popular da China.

jas/jta/gle/pc/me/fp

Escrito por:

AFP