Publicado 28 de Setembro de 2019 - 20h15

Por AFP

O Manchester City, que tinha a obrigação de vencer para não deixar o líder Liverpool disparar, derrotou o Everton (15º) por 3 a 1 fora de casa, e se manteve a cinco pontos dos Reds, que mais cedo haviam vencido o Sheffield United (12º) por 1 a 0.

O brasileiro Gabriel Jesus de cabeça (24), o argelino Riyad Mahrez (71) em uma bela cobrança de falta e Raheem Sterling (85) foram os autores dos gols do City, que só conseguiu desempatar no segundo tempo em Goodison Park, onde o time local marcou por meio do jovem Dominic Calvert-Lewin (33).

"Depois do resultado do Liverpool era importante manter a distância", admitiu o técnico "Citizen" Pep Guardiola.

"Estamos em setembro, o Liverpool fez uma sequência incrível, jogando bem. Sabemos que não será fácil, mas hoje conquistamos três pontos", acrescentou.

Mais cedo, o Liverpool manteve sua campanha 100% com uma valioso triunfo de 1 a 0 fora de casa sobre o recém promovido Sheffield United (10º).

Os "Reds" somam 7 vitórias consecutivas desde o início do campeonato inglês, e 16 se for levada em conta a última temporada.

Neste sábado o Liverpool teve que batalhar diante de um valente time local que tem tudo para complicar ao máximo a vida dos outros grandes times jogando em casa no resto da competição.

Aos 20 minutos do final da partida um potente voleio do holandês Georginio Wijnaldum passou por entre os braços e pernas do goleiro Dean Henderson (70) numa falha clamorosa.

Esse havia sido o primeiro chute a gol dos "Reds" até aquele momento.

As vitórias de Liverpool e Manchester City distanciam estas equipes das demais e dão a impressão de que o título poderá ser decidido entre os dois, como ocorreu na última temporada.

Também neste sábado o surpreendente West Ham, chegou aos 12 pontos com o empate que arrancou fora de casa, contra o Bournemouth (2-2).

Em quarto está o Tottenham, apesar de sofrer para derrotar o Southampton. Os Spurs abriram o placar por meio do francês Tanguy NDombelé (24), mas apenas alguns minutos depois ficaram com um jogador a menos com a expulsão, após o segundo cartão amarelo, do francês Serge Aurier (31).

Tudo parecia ir contra a equipe comandada por Mauricio Pochettino, ainda mais quando o goleiro francês Hugo Lloris cometeu um erro grosseiro que permitiu que Danny Ings empatasse para os "Saints" (39).

Mas o capitão Harry Kane colocou o Tottenham de novo na frente antes do intervalo, com um chute na área após receber de Christian Eriksen, e segurou a vantagem durante toda a segunda etapa para somar os três pontos e chegar aos 11 na classificação.

O Chelsea chegou à mesma pontuação, depois de derrotar por 2 a 0 o Brighton (16º), com gols dos brasileiros Jorginho (50 de pênalti) e Willian (76).

Também com 11 pontos estão Leicester e Arsenal, que no domingo vão jogar contra Newcastle e Manchester United respectivamente.

Escrito por:

AFP