Publicado 23 de Maio de 2019 - 11h00

Por AFP

John Walker Lindh, o "talibã americano" capturado enquanto lutava com os insurgentes islamistas em novembro de 2011, foi solto, nesta quinta-feira (23), após 17 anos de prisão - informou a imprensa local, citando seu advogado, Bill Cummings.A rede CNN e o jornal The Washington Post disseram que Lindh deixou o presídio federal de segurança máxima em Terre Haute, Indiana. Ele ficará na Virgínia sob rígidos termos de liberdade condicional que limitam sua capacidade de entrar em contato com outros islamistas, por quaisquer meios.pmh/dw/mls/rsr/tt

Escrito por:

AFP