Publicado 22 de Maio de 2019 - 21h50

Por AFP

A Conmebol corrigiu nesta quarta-feira sua decisão divulgada na terça-feira na qual excluía as equipes de segunda divisão da disputa das próximas Taça Libertadores e Copa Sul-Americana, após admitir que a exigência se choca com os métodos de classificação dos campeonatos da maioria das associações que integram a entidade."A Conmebol decidiu deixar sem efeito as atualizações que informou na terça-feira aos sistemas de classificação a torneios internacionais de 2020, nos quais não eram contabilizados os clubes que não estivessem na Primeira Divisão", comunicou a Confederação Sul-Americana."A decisão foi tomada já que a nova normativa anunciada entrava em conflito com os métodos de classificação e as bases de campeonato da maioria dos torneios sul-americanos", explicou a nota. A Conmebol explicou que a Copa Argentina, a Copa do Brasil e a Copa Chile contam com equipes de acesso e que no caso de conquista do torneio conseguiriam a vaga nas competições continentais.O Chile confirmou que o campeão de sua Copa vai se classificar para a Copa Libertadores 2020, sem importar a categoria à qual a equipe pertença. Desta forma, os critérios de elegibilidade dos clubes para a Taça Libertadores e a Copa Sul-americana são:a) Ter se classificado para a competição por mérito esportivo; b) Não estar cumprindo uma sanção ou suspensão que a critério da Conmebol o impossibilite de participar da Libertadores e da Sul-Americana; c) ter obtido a licença de clubes da Conmebol expedida por sua Associação membro; d) enviar em tempo e forma a Carta de Conformidade e Compromisso. Por outro lado, a organização esportiva anunciou que no próximo dia 29 de maio em Buenos Aires será discutido o calendário de competições de 2020 e os métodos de classificação para a edição 2021 da Libertadores e da Sul-Americana.hro/ao/aam

Escrito por:

AFP