Publicado 18 de Maio de 2019 - 12h30

Por AFP

A Agência Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) advertiu as empresas aéras do país que atuam no Golfo Pérsico para terem cautela "devido à atividade militar e ao aumento das tensões políticas na região". A advertência, que também engloba o espaço aéreo do Golfo de Omã, surge num momento em que a relação entre Washington e Teerã piora.As tensões na região "representam um risco crescente para as operações de aviação civil americana devido a possíveis erros de cálculo ou de identificação", escreveu a FAA num comunicado divulgado na noite de sexta-feira. A agência também alertou as aeronaves sobre possíveis "interferências não intencional no GPS e nas comunicações", que poderiam ocorrer "sem aviso".Os Estados Unidos anunciaram em 5 de maio o envio de um porta-aviões e um esquadrão de bombardeiros B-52, em resposta a uma "ameaça" do Irã.O governo de Donald Trump também retirou seus funcionários diplomáticos não-essenciais da embaixada de Bagdá e do consulado em Erbil (norte do Iraque), alegando que grupos armados iraquianos vinculados ao Irã representam uma ameaça "iminente" para a equipe.bur/mtp/iba//ico/mls/rsr/lca

Escrito por:

AFP