Publicado 23 de Maio de 2019 - 12h06

Por Carlos Rodrigues

Torcida Guarani

Cedoc/ RAC

Torcida Guarani

Depois de desencantar com três gols marcados contra o Vitória, o rendimento do ataque voltou a ser preocupação para a comissão técnica do Guarani. No empate com o Paraná e na derrota para o Criciúma, o setor não funcionou e o time somou apenas um dos seis pontos disputados na sequência fora de casa pela Série B. O técnico Vinícius Eutrópio admitiu que o volume de chances desperdiçadas, principalmente no jogo de terça-feira, foi determinante para que resultados positivos não fossem conquistados.

Até o momento, o Bugre segue apenas com os três gols marcados no triunfo sobre o Vitória, já que passou em branco também nas duas primeiras rodadas, contra Figueirense e Oeste. Na partida contra o Paraná, no sábado, o time teve nove finalizações, mas apenas duas certas. Já diante do Criciúma, foram 14 tentativas no total, com apenas quatro em direção ao gol. Em cinco rodadas do Brasileiro, a equipe alviverde já chutou 56 vezes, ou seja, são mais de 18 conclusões para colocar a bola na rede, em média.

"Tivemos quatro ou cinco oportunidades claras de fazer gol e ganhar o jogo. A Série B é muito equilibrada e geralmente você sofre fora de casa, mas não sofremos nos dois jogos e tivemos chances", disse o treinador bugrino após a derrota por 1 a 0 no Heriberto Hülse. "Não podemos deixar de fazer os gols que estamos perdendo. É uma deficiência que a gente já detectou e vamos continuar trabalhando. Não quer dizer que estou jogando peso sobre os atletas, mas, fora de casa, as oportunidades claras têm que matar".

Após duas partidas consecutivas longe de Campinas, o Guarani volta a atuar no Brinco de Ouro na próxima terça-feira, quando enfrenta o Brasil de Pelotas, atualmente o lanterna do campeonato. Com o ambiente voltando a ficar pesado, Eutrópio sabe que o time precisa dar a resposta imediata.

"O planejamento é voltar a pontuar e vencer em casa, principalmente porque a gente vinha de uma sequência boa. Nossa ideia era ganhar em Criciúma e agora temos que trabalhar, focar nas nossas deficiências e melhorar cada dia mais. Futebol é um esporte coletivo, ainda estamos em processo de entrosamento e conhecendo o que a gente precisa".

Como a delegação retornou do Sul ontem, o elenco bugrino tem reapresentação marcada para a tarde de hoje. Na terça, um desfalque certo é o meia Mateusinho, expulso em Criciúma. Por outro lado, os laterais Lenon e Inácio, poupados da última partida, devem retornar.

Escrito por:

Carlos Rodrigues