Publicado 23 de Maio de 2019 - 11h33

Por Henrique Hein

Agente de mobilidade urbana observa carros na área de embarque e desembarque da rodoviária: de olho

Denny Cesare/AAN

Agente de mobilidade urbana observa carros na área de embarque e desembarque da rodoviária: de olho

As multas de trânsito aplicadas ao longo do ano passado pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) representaram aproximadamente R$ 95 milhões (R$ 94.680.248,21) para os cofres públicos do município, de acordo com o balanço anual divulgado pela Emdec. Trata-se do maior volume de dinheiro já arrecadado pela companhia em um único exercício. O recorde anterior pertencia a 2017, quando o valor bruto totalizou cerca de R$ 90 milhões. 

A arrecadação computada no ano passado representa ainda quase um quinto (18%) de todo o montante recebido pela empresa nos últimos oito anos com multas. Entre 2010 e 2018, foram 525,5 milhões arrecadados — só na administração de Carlos José Barreiro (entre 2014 e 2018) o valor ultrapassou a barreira dos R$ 345 milhões.

Trata-se de um volume muito maior do que os R$ 175,5 milhões obtidos pelos demais governos anteriores, entre os anos de 2010 a 2013, quando a empresa foi comandada por cinco presidentes diferentes: Sérgio Benassi, André Aranha Ribeiro, Wilson Folgozi de Brito, Sérgio Marasco Torrecillas e Gerson Luis Bittencourt.

Menos multas

Ao longo do ano passado, foram 503.394 penalidades aplicadas em Campinas. Deste total, 375.403 (74,6%) delas foram oriundas de fiscalização eletrônica (radares); enquanto outras 127.991 (25,43%) foram emitidas de forma manual por meio dos agentes de mobilidade urbana (amarelinhos). Comparando 2018 com 2017, ocorreu uma queda de 12,66% no total de multas aplicadas no município, já que no ano retrasado foram 576.336 autuações computadas nos registros da companhia.

De acordo com o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro, a queda no número de multas aplicadas é um motivo de comemoração. “Ficamos felizes com isso, porque significa que os motoristas estão respeitando mais as Leis de Trânsito e as campanhas educativas surtem efeito. Essa situação também reflete na queda dos índices de acidentalidade, no município”, destacou. O aumento na arrecadação mesmo com a queda de multas se deve em razão do aumento no valor das infrações.

Frota maior

A frota de veículos licenciados em Campinas, em 2018, foi de 934.275. Comparando 2018 com 2017, houve um acréscimo de 1,92%; e 2018 com 2016, variação de 3,54%. Os dados de frota veicular são fornecidos pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran/SP), tendo como referência o fechamento de dezembro de cada ano.

Segundo Barreiro, a relação de veículo por habitante do município é uma das mais altas do País. “Considerando os veículos que circulam por Campinas, vindos de outras localidades, chegamos a relação de 1 por 1; ou seja, um veículo para cada habitante. É uma taxa de motorização extremamente alta, comparada ao Estado da Califórnia, nos EUA, local com forte atividade industrial. E os problemas causados por uma alta taxa de motorização são muitos”, afirmou o secretário.

Investimentos

Dentro das determinações que estão previstas no artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e na Resolução Nº 638/2016 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a empresa aplicou parte dos recursos em ações e projetos nas áreas de educação, engenharia, fiscalização, sinalização, planejamento e controle do trânsito. Para educação de trânsito foram destinados cerca de R$ 1,3 milhão, em 2018, enquanto os investimentos em fiscalização e em sinalização totalizaram aproximadamente R$ 41 milhões e R$ 17 milhões, respectivamente.

Maio Amarelo chega à 4ª semana de mobilização

O movimento Maio Amarelo Campinas 2019 chega à quarta semana de mobilizações em prol da redução de acidentes no trânsito, com diversas atividades programadas. Desde ontem até domingo, a Emdec realizará mais 19 ações para promover a segurança no trânsito, em conjunto com parceiros.

Neste ano, o tema do movimento em Campinas é “Desacelere! Viva mais”, que combate as rotinas frenéticas, incentiva a coexistência harmoniosa no trânsito e fomenta o senso coletivo. As ações da campanha são pautadas nas estatísticas recentes, que indicam redução nos óbitos de pedestres, mas também um número ainda alto de vítimas motociclistas e idosos.

Carlos José Barreiro, secretário de Transportes e presidente da Emdec, afirma que “O Maio Amarelo é uma parada para reflexão, para que a gente repense o nosso comportamento no trânsito, especialmente no que se refere ao excesso de velocidade e direção após beber. Estamos convocando a população a trafegar e a viver de forma desacelerada. Juntos, vamos reduzir, ainda mais, o número de mortes no trânsito”.

Uma das ações da “Desacelere!” é o corpo a corpo educativo realizado em cruzamentos estratégicos, que registram altos índices de atropelamentos. A conscientização é direcionada a pedestres e realizada pela Emdec em parceria com o Corpo de Bombeiros. Hoje, a ação prevê orientar os pedestres que passam pela Avenida Benjamin Constant, em frente ao Terminal Mercado. A abordagem ocorre sempre a partir das 12h.

Amanhã, entre 10h e 16h, os frequentadores do Parque Dom Pedro Shopping serão surpreendidos pela “blitz amarela” na saída do estacionamento. Agentes da Mobilidade Urbana simulam um procedimento de fiscalização, mas surpreendem ao entregar rosas amarelas e panfletos com orientações de segurança aos motoristas. O público também será estimulado a interagir com os óculos de realidade virtual que simulam a embriaguez.

A programação completa pode ser conferida no portal da Emdec, no site http://www.emdec.com.br/maioamarelo.

SAIBA MAIS

RANKING DE INFRAÇÕES EM 2018

1º LUGAR

Transitar em velocidade superior à máxima permitida

266.415 multas

2º LUGAR

Avanço de sinal vermelho

112.312 multas

3º LUGAR

Estacionamento irregular

50.996 multas

4º LUGAR

Transitar na faixa ou via exclusiva de ônibus

20.967 multas

5º LUGAR

Dirigir com uso de telefone celular

20.060 multas

VIAS QUE MAIS ACUMULARAM INFRAÇÕES EM 2018

1º LUGAR

Avenida John Boyd Dunlop

42.859 autuações

2º LUGAR

Avenida Theodureto de Almeida Camargo

30.849 autuações

3º LUGAR

Avenida Dr. Campos Sales

22.603 autuações

4º LUGAR

Túnel Joá Penteado

21.038 autuações.

5º LUGAR

Avenida José de Souza Campos

19.745 autuações

Escrito por:

Henrique Hein