Publicado 05 de Abril de 2019 - 19h05

A cantora campineira homenageia dois mestres da música brasileira, hoje no Alma Jazz Club, no Cambuí. Apesar de sua forte presença no cenário do samba, é com uma roupagem mais bossa nova que a cantora Bruna Volpi se apresenta neste show, interpretando composições de Tom Jobim e Dorival Caymmi. A artista apresenta cerca de 30 músicas, entre sucessos como Wave, Corcovado, Chega de Saudade, de Tom Jobim, e Marina e Samba da Minha Terra, de Dorival Caymmi. No repertório, Bruna incluiu duas músicas autorais - Fisgada, de seu primeiro álbum, composta por Albano Sales, pianista da sua banda, e Contrariando a Regra. Bruna conta que já interpretou canções de Tom Jobim e Dorival Caymmi, mas em shows separados. A fim de unir a bossa nova de Tom à malemolência de Caymmi, ela decidiu juntar o repertório destes dois grandes compositores. Tom é um dos criadores da bossa nova e teve muita influência no começo da carreira de Bruna. Ela começou pelo gênero e, só depois, foi para o samba. “Fiz o caminho inverso da maioria dos artistas”, brinca. Já Caymmi transita por vários ritmos brasileiros como samba e baião, com letras inspiradas nas tradições do povo baiano e do mar. Esse passeio também está presente no trabalho de Bruna, inclusive no disco mais recente da cantora, Contrariando a Regra. “Caymmi passeia por diferentes gêneros e entrega trabalhos que representam muito bem essa miscelânea brasileira”, diz Bruna. No show, ela é acompanhada por Albano Sales (piano), Henrique Simas (baixo) e Maria Cecília (bateria).

Hoje, às 20h, no Alma Jazz Club ( Rua Santo Antônio, 452, Cambuí). Couvert: R$ 10,00.