Publicado 18 de Abril de 2019 - 10h50

Por AFP

A Rússia proibirá as exportações de produtos petroleiros e de carvão, entre outros artigos, para a Ucrânia, a partir de 1º de junho - conforme decreto do governo assinado nesta quinta-feira (18) pelo premiê Dmitri Medvedev.Citado pela agência oficial de notícias TASS, Medvedev justificou a medida pela decisão da Ucrânia, há alguns dias, de "ampliar a lista de produtos russos proibidos na Ucrânia", o que obriga Moscou a tomar "medidas de reciprocidade".A partir de 1º de junho, carvão, petróleo, produtos derivados do petróleo e vários outros bens industriais russos não poderão ser vendidos na Ucrânia.Estes produtos vão precisar de "autorizações particulares" para serem exportadas, explicou o primeiro-ministro, sem especificar as condições para se obter essas autorizações.O decreto também proíbe a importação para a Rússia de uma série de bens ucranianos, como roupa, sapatos, papel, equipamento pesado e tubos de aço para a indústria de petróleo e gás.No ano passado, esses bens representaram 250 milhões de dólares em importações, acrescentou Medvedev.Essas medidas são anunciadas poucos dias antes do segundo turno da eleição presidencial na Ucrânia, disputado entre o presidente em final de mandato, Petro Poroshenko, e o comediante Volodomir Zelenski.As relações entre Rússia e Ucrânia se encontram sob tensão desde 2014, quando um movimento pró-europeu provocou a queda do então presidente pró-russo do país.Na sequência, a Rússia anexou a península da Crimeia e, mais tarde, teve início uma guerra no leste pró-Moscou deste país que já deixou quase 13.000 mortos.apo-tbm/mra/pc/mb/tt

Escrito por:

AFP