Publicado 17 de Abril de 2019 - 17h00

Por AFP

A União Europeia (UE) terá até 2027 um contingente permanente de 10 mil guardas costeiros e guardas de fronteira para fortalecer a proteção de suas fronteiras externas contra a migração irregular, de acordo com a legislação adotada nesta quarta-feira (17) pelo Parlamento Europeu.O texto, aprovado por 403 votos a favor, 162 contra e 44 abstenções, reforça os poderes e os meios da agência europeia Frontex para apoiar os países que enfrentam uma crise migratória, como a registada na Grécia em 2015.Embora a Comissão Europeia quisesse ir mais além e mobilizar 10 mil efetivos a partir de 2020, chocou-se com a relutância, por questões financeiras, dos países da UE. Alguns países também consideravam a medida uma ameaça à sua soberania.O contingente permanente será composto inicialmente de 5.000 efetivos em 2021, antes de aumentar progressivamente.cds-tjc/mb/cc

Escrito por:

AFP