Publicado 05 de Abril de 2019 - 18h40

Por AFP

O vice-presidente americano, Mike Pence, anunciou nesta sexta-feira (5) que vai falar sobre a Venezuela no Conselho de Segurança da ONU, que se reunirá a pedido dos Estados Unidos para discutir o agravamento da crise humanitária no país sul-americano."Na próxima quarta-feira falarei ao Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre a situação na Venezuela", disse Pence em discurso em Houston (Texas, sul)."Os Estados Unidos exortarão o mundo a rejeitar o regime fracassado de (Nicolás) Maduro, apoiar o povo venezuelano e nos ajudar a pôr um fim à crise humanitária", disse.A reunião do Conselho de Segurança sobre a Venezuela ocorrerá a portas abertas às 11h locais (12h de Brasília). Washington havia pedido a reunião do Conselho na quinta-feira, em meio a um crescente alarme sobre o impacto da piora da situação política e econômica da Venezuela para famílias e crianças.Um relatório interno da ONU, ao qual a AFP teve acesso na semana passada, aponta que 24% da população venezuelana (sete milhões de pessoas) precisa de ajuda humanitária urgente porque não tem acesso a alimentos e medicamentos.Segundo estimativas da organização, 3,7 milhões de pessoas sofrem de desnutrição no país, três vezes mais do que no período 2010-2012 e pelo menos 22% das crianças menores de cinco anos sofrem de desnutrição crônica.Maduro atribui a situação às sanções econômicas americanas, mas a oposição, liderada pelo autoproclamado presidente interino Juan Guaidó, culpa o governo de má gestão."Os Estados Unidos fazem hoje um apelo a todas as nações neste hemisfério e em todo o mundo para que reconheçam Juan Guaidó como o único presidente legítimo da Venezuela e se ponham ao lado da liberdade", disse Pence em discurso no Instituto Baker da Universidade Rice."A tirania de Maduro deve acabar e deve acabar logo", enfatizou.

Escrito por:

AFP