Publicado 05 de Abril de 2019 - 17h50

Por AFP

O vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger, de 75 anos, garantiu nesta sexta-feira (5) que se sente "muito melhor" após a cirurgia cardíaca à qual foi submetido em Nova York."Obrigado a todos por suas mensagens de apoio. Me sinto muito melhor agora e estou me recuperando", escreveu o artista em sua conta no Twitter.Jagger também agradeceu à equipe do hospital que o atendeu "por fazerem um excelente trabalho".Em razão da saúde do cantor, os Rolling Stones anunciaram no sábado o adiamento de 17 shows da turnê "No Filter" agendados para os Estados Unidos e Canadá, que começariam em 20 de abril.A revista Billboard informou na noite de quinta-feira que o veterano vocalista foi submetido a uma substituição da válvula aórtica em um procedimento pouco invasivo. Para evitar a cirurgia de coração aberto, muito mais arriscada, os médicos implantaram a válvula pela artéria femoral na coxa, sem remover a válvula danificada, segundo a Billboard. A informação não foi confirmada pelo hospital ou por Jagger. - "Recuperação completa" aguardada -Um representante do artista britânico informou através de um comunicado enviado à AFP que o músico "foi submetido a um tratamento com sucesso", sem dar mais detalhes."Está muito bem e se espera que tenha uma recuperação completa", acrescentou.Depois de anunciar o adiamento de sua turnê norte-americana, o músico tuitou que estava "devastado" e que ele trabalhará duro "para voltar ao palco o mais rápido possível". "Eu realmente odeio desapontá-los assim", escreveu para seus fãs. Jagger, que tem oito filhos, cinco netos e uma bisneta, é conhecido por manter altos níveis de energia no palco, apesar de seus setenta anos. O cantor é conhecido por seguir uma dieta e um programa de exercícios rígidos para manter a forma, e segundo a imprensa um de seus treinadores é o fisioterapeuta norueguês Torje Eike, que trabalha com muitos atletas olímpicos. - No ritmo do coração -O coração contém quatro válvulas, essenciais para seu funcionamento, que se abrem para deixar passar o sangue, sempre no mesmo sentido, e se fecham para impedir o refluxo.Das quatro válvulas, as que mais apresentam problemas são a aórtica e a mitral. As disfunções podem levar à substituição da válvula por uma artificial, feita de tecido animal ou sintético. É uma operação complicada, com o coração aberto.Mas nos últimos anos foi desenvolvida uma técnica menos invasiva para substituir a válvula aórtica sem abrir o tórax, por punção de uma veia da região da virilha. O cirurgião passa pela artéria femoral para introduzir a válvula artificial contida em um stent.Menos traumática, esta técnica permite ao paciente retomar a suas atividades mais rapidamente.O cirurgião cardíaco e apresentador de televisão Mehmet Oz explicou no Twitter que os pacientes que são submetidos a esta técnica podem receber alta em um dia ou dois.Oz informou que cerca de 10% das pessoas com a idade de Jagger têm problemas com a válvula aórtica, "o que pode produzir dores no peito e tontura"."Cerca de 50% das pessoas que têm esse problema podem morrer em até dois anos caso não sejam operados.- Apoio dos amigos -Os outros integrantes dos Rolling Stones, Ronnie Wood e Keith Richards, expressaram seu apoio a Jagger quando anunciou seu problema médico."Uma grande decepção para todos, mas há coisas que precisam ser resolvidas e nos veremos em breve", disse Richards, que já teve alguns problemas médicos, incluindo uma queda de uma palmeira nas ilhas Fiji em 2006."Mick, sempre estaremos aqui contigo!", acrescentou."Isto é para Mick", escreveu numa rede social Wood, incluindo um Emoji de um braço musculoso.mdo-lbc/mps/lca

Escrito por:

AFP