Publicado 05 de Abril de 2019 - 14h30

Por Estadão Conteúdo

João Ricardo chegou a Chapecoense neste ano para substituir o goleiro Jandrei

Márcio Cunha/Chapecoense

João Ricardo chegou a Chapecoense neste ano para substituir o goleiro Jandrei

A Chapecoense anunciou nesta sexta-feira o afastamento do goleiro João Ricardo. O jogador testou positivo para uma substância proibida pela Agência Mundial de Antidoping (Wada, na sigla em inglês), em exame após partida com o Mixto-MT, em 6 de março, em Cuiabá, pela segunda fase da Copa do Brasil. A diretoria do time catarinense decidiu suspender o atleta por tempo indeterminado enquanto aguarda a análise da contraprova.

Em nota oficial, a Chapecoense explicou que pretende cuidar de todas as ações necessárias para a defesa do goleiro e do clube. O próprio João Ricardo, assim como a diretoria do time, pediu a análise de uma outra amostra do exame para tentar comprovar se houve mesmo o uso de uma substância proibida. Até a resolução deste caso, o jogador estará afastado das atividades com o elenco.

João Ricardo chegou ao clube no início desta temporada, após passagem pelo América-MG durante cinco temporadas. O jogador de 30 anos disputou 16 partidas em 2019, incluindo a última da equipe - o empate por 3 a 3 contra o Figueirense, na última quarta-feira, pelo Campeonato Catarinense. A partida em que ele foi pego no doping, contra o Mixto, teve vitória da Chapecoense por 2 a 1.

Já classificada para a semifinal do Campeonato Catarinense, a Chapecoense recebe o Avaí, neste domingo, na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 18.ª e última rodada da primeira fase. A equipe alviverde está há quatro rodadas sem perder.

Escrito por:

Estadão Conteúdo