Publicado 05 de Abril de 2019 - 14h16

Por Estadão Conteúdo

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou que os leilões de concessão de ativos de infraestrutura concedidos até agora pelo atual governo - incluindo aeroportos, terminais portuários e a ferrovia Norte-Sul - devem gerar mais de R$ 8 bilhões de outorga a arrecadar, levando em conta todo o valor a ser pago pela iniciativa privada ao longo dos prazos de concessão. Desse total, cerca de R$ 3,3 bilhões entrarão nos cofres públicos à vista.

"Estamos chegando na casa de R$ 7 bilhões de investimento contratado, isso é emprego que vai ser gerado, movimentação, indução de atividades econômicas, isso é dinamização da economia", disse.

Ele salientou que o leilão de seis arrendamentos portuários realizado nesta sexta-feira corresponde ao cumprimento da meta de conceder 23 ativos em menos de 100 dias, "com resultados extraordinários". "Ficamos muito satisfeitos com os resultados alcançados e nos dá motivação para seguir pelo caminho", disse, citando iniciativas já em andamento, como o chamamento para o estudo de 22 aeroportos e o processo de qualificação para estudos de relicitação do aeroporto de Viracopos (Campinas), entre outras.

Escrito por:

Estadão Conteúdo