Publicado 20 de Fevereiro de 2019 - 16h27

Por Daniel de Camargo

Agência Anhanguera

Nos últimos anos, intervenções significativas foram realizadas para melhorar a infraestrutura do distrito do Ouro Verde. Em 2016, por exemplo, houve implantação de redes de água e esgoto e de iluminação pública. Ao todo, foram implantados 3.248 metros de redes de água e 417 ligações domiciliares no Jardim Rosário. O custo estimado da obra, que beneficiou pouco mais de 2 mil pessoas foi de quase R$ 410 mil.

Na ocasião, a Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) fez a rede de esgoto juntamente com a de água. Francisco Dantas, então presidente da Associação de Moradores do Núcleo Residencial Jardim Rosário, declarou que a melhoria era uma bênção, pois era pleiteada há anos, uma vez que geraria impactos diretos no bem-estar dos cidadãos.

Já na Avenida Suaçuna, uma das principais do distrito do Ouro Verde, teve sua iluminação revitalizada em 2015. Na oportunidade, houve a substituição e ampliação de pontos, totalizando 189. A iniciativa da Prefeitura e da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) objetivou aumentar a segurança.

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse na época que a iluminação era considerada crítica no local. Por isso, as luminárias foram substituídas por outras mais modernas. As obras duraram cerca de três meses. Foram instaladas lâmpadas com potência de 250 watts, do tipo metálica branca. Essas lâmpadas têm excelente eficiência e iluminam mais do que as de LED. Anteriormente, as lâmpadas utilizadas eram de 100 a 150 watts.

BOX: PAVIMENTAÇÃO

Entre 2015 e 2017, foi realizada a pavimentação e drenagem pluvial em vias do Parque Eldorado dos Carajás. As obras beneficiaram em torno de 8 mil pessoas e atenderam a reivindicações de mais de duas décadas da comunidade. Foram pavimentados 3,9 quilômetros de vias, o que representa uma área de 27,9 m². O montante empregado nas melhorias foi financiado pela Caixa Econômica Federal e custeadas pela Prefeitura. O projeto urbanístico incluiu também a construção de 4,7 mil metros de galerias de águas pluviais. O Parque Eldorado dos Carajás surgiu de uma ocupação que ocorreu em 1996. O bairro passou por um longo processo de regularização, intermediado pela Cohab. Na região, existem obras similares em andamento no Jardim Rosalina, Jardim Santo Antônio, e no Núcleo Residencial Nossa Senhora Aparecida. Processos de licitação estão em fase final para que as melhorias cheguem também no Jardim Aeroporto, Jardim Jossiara e Jardim Filadélfia.

Escrito por:

Daniel de Camargo