Publicado 20 de Fevereiro de 2019 - 19h05

Por trás de uma aparente tranquilidade, Rafael Cardoso guarda uma energia digna de maratonista. Principalmente quando se trata de trabalho e família. Para esses dois assuntos, o ator está sempre preparado para dar o seu melhor. Basta observar a frequência com que está no ar desde que estreou em sua primeira novela na Globo, Beleza Pura, exibida em 2008. De lá para cá, Rafael não ficou nem um ano longe da teledramaturgia. Isso sem falar nos outros negócios que o ator toca: ele é dono de três restaurantes. E o ritmo frenético se manteve mesmo depois do nascimento de sua filha Aurora, em outubro de 2014. Mais recentemente, o ator se tornou pai pela segunda vez com a chegada de Valentim, em 2018. Em meio a tantos compromissos e responsabilidades em casa, ele ainda se divide entre dois papéis em Espelho da Vida. Na fase ambientada no início do Século 20, interpreta Danilo. Já nos tempos atuais da trama de Elizabeth Jhin, encarna Daniel. São dois personagens, mas que compartilham a mesma alma em épocas diferentes. “Como o personagem entrou um pouco depois, me senti quase de férias.”

Até pouco tempo atrás, Rafael só fazia parte da novela na época que se passa no início do Século 20, como Danilo. Mas agora a “versão contemporânea” do personagem surgiu na trama como Daniel e causou alvoroço nas redes sociais. Desde a estreia de Espelho da Vida, o público aguardava por esse momento e cobrava do ator nas ruas. “A galera pedia mesmo. Eu vou muito a supermercados, feiras, adoro estar na rua – inclusive, é uma das coisas que mais gosto – e as pessoas perguntavam: ‘cadê você?’. Isso é muito bom”, orgulha-se.

Com a chegada de Daniel, novos personagens surgiram em Espelho da Vida. Um deles é Letícia, a terapeuta do personagem de Rafael, interpretada por Letícia Persiles. Obviamente, em breve, Daniel vai se encontrar com Cris, de Vitória Strada, seu amor de outras vidas. Mas, enquanto isso não acontece, é possível notar uma “tensão sexual” entre paciente e terapeuta durante as sessões de análise. “Freud acreditava muito nessa relação de atração entre analista e analisado. Eu acredito nisso também, mas mais pela parte de Letícia. Ele sente algo, mas tem a sabedoria de deixar isso de lado”, ressalta. Rafael, inclusive, já fez terapia. Mas, atualmente, não frequenta mais as sessões. Hoje, o que o ator sente que lhe faz bem é estar em contato com a natureza. “Vou para o mato e vou plantar. É a terapia que encontrei para mim. Vou para a minha fazenda e levo meus filhos, vou para o mar, para a cachoeira e faço minhas rezas”, revela.

Em casa, a filha mais velha de Rafael, que está com 4 anos, já começa a questionar o pai sobre seu trabalho. Normalmente, Aurora não assiste à novela. O ator prefere oferecer a ela uma programação mais adequada para sua idade. Mas, quando ele está vendo tevê com a mulher, Mariana Bridi, às vezes Aurora acaba assistindo a alguma coisa também e as perguntas são inevitáveis. “Ela fala: ‘papai, por que você está beijando essa outra moça? Você tem outra namorada?’”.

Apesar de Valentim ter apenas 8 meses, Rafael já percebe diferenças na relação entre pai e filho. “Menino é bruto, é ogro. A motricidade se desenvolve mais rápido, mas a cabecinha não. As mulheres são muito mais rápidas que a gente. Ele é muito carinhoso, mas bate, puxa e reclama”, compara. (Luana Borges/TV Press)