Publicado 20 de Fevereiro de 2019 - 19h05

A Casa de Eva, em Barão Geraldo, abre neste sábado às 11 horas a exposição de fotografia Obscura: algumas câmeras e suas imagens, com fotos de Hélio Carvalho, Ana Angélica Costa, Dirceu Maués, Miguel Chikaoka, Luiz Alberto Guimarães, Monica Mansur e Tiago Rivaldo e pesquisa e curadoria de Ana Angélica Costa. A exposição apresenta imagens feitas com câmeras artesanais (pin hole) e que exploram o fenômeno da câmera obscura.

“É quase senso comum que hoje vivemos um excesso de estímulos em todos os sentidos: vemos sem enxergar e sem refletir sobre o que vemos, fotografamos sem ver, ouvimos sem escutar, tocamos superfícies altamente tecnológicas sem sentir e usamos aparelhos quase sem pensar”, diz em tezxto de apresentação a artista visual e curadora Ana Angélica costa.

A pin hole (pin = agulha; hole = buraco) é uma câmera fotográfica artesanal, sem lentes, na qual um pequeno furo de agulha – usualmente feito em papel laminado – ocupa o lugar do diafragma de uma câmera convencional. A câmera pin hole é composta pelo mínimo necessário para formação e fixação da imagem fotográfica, e tem sido muito utilizada em atividades artísticas e pedagógicas por ser capaz de apresentar, de forma lúdica e experimental, uma volta aos princípios de formação da imagem.

Instalada anteriormente na galeria do Ateliê da Imagem, importante escola de fotografia na cidade do Rio de Janeiro, a exposição Obscura: algumas câmeras e suas imagens procura evidenciar como um determinado tipo e formato de câmera determina a imagem que com ela se pretende obter, aumentando o leque de escolhas e possibilidades a se levar em conta em um projeto fotográfico.

Em paralelo com a abertura da exposição, a casa de Eva promove no sábado o evento Casa Aberta, um dia para experimentar as atividades e conhecer o que é e o que acontece naquele espaço cultural. Ioga, dança, cerâmica e um sarau com o Duo Singeleza estão entre as atividades programadas.

Agende-se

O que: Exposição Obscura: algumas câmeras e suas imagens

Quando: sábado, 23, das 11h às 18h - visitação todas as quintas e sextas-feiras (exceto feriados) das 14h às 18h

Onde: Rua Desembargador Antão de Moraes 588, Cidade Universitária II, Barão Geraldo, Campinas/SP

Quanto: gratuito