Publicado 27 de Fevereiro de 2019 - 12h20

Por AFP

O desemprego voltou a crescer no Brasil no período novembro 2018-janeiro 2019 e chegou a 12% da população ativa, frente aos 11,6% no trimestre outubro-dezembro, principalmente devido às contratações temporárias de fim de ano.O resultado se situa levemente acima dos 11,9% da projeção média de 27 instituições financeira consultadas pelo jornal Valor Econômico.Esse é o primerio aumento do índice desde abril de 2018 e da maior porcentagem de desempregados desde agosto passado (12,1%), informou IBGE,.Há um ano, no trimestre que fechou em janeiro de 2018, a taxa de desemprego era de 12,2%.O número de pessoas que procuram trabalho passou de 12,2 milhões no último trimestre de 2018 a 12,7 milhões no trimestre que concluiu em janeiro."Tem a ver com o movimento natural do mês de janeiro, com a dispensa de trabalhadores, sobretudo temporários no comércio", explicou Cimar Azeredo, coordenador da área de Trabalho e Rendimento do IBGE.Embora previsíveis, os dados confirmam a perda de fôlego da economia brasileira. O IBGE divulga nesta quinta-feira o PIB de 2018, que, segundo analistas, cresceu em torno de 1,2%, apenas um décimo a mais que em 2017, quando a principal economia latino-americana saiu de dois anos de recessão.Essa falta de impulso acentua a pressão sobre o presidente Jair Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, que estão promovendo cortes nos gastos e um programa de privatização para restaurar a confiança dos investidores.js/mel/dga/cn

Escrito por:

AFP