Publicado 23 de Fevereiro de 2019 - 14h10

Por AFP

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, anunciou neste sábado que o primeiro carregamento de ajuda humanitária entrou no território da Venezuela através da fronteira com o Brasil, apesar do fechamento ordenado pelo presidente Nicolás Maduro. "Atenção Venezuela: Anunciamos oficialmente que o primeiro carregamento de ajuda humanitária entrou agora em nossa fronteira com o Brasil. É uma grande conquista, Venezuela!", escreveu Guaidó no Twitter. Caminhões com remédios e alimentos enviados pelos Estados Unidos viajam também a partir do principal centro de armazenamento na cidade colombiana fronteiriça de Cúcuta em direção à ponte binacional Simón Bolívar, que vai até San Antonio de Táchira (leste venezuelano)."A ajuda humanitária em definitivo vai a caminho da Venezuela de maneira pacífica e de maneira tranquila para salvar vidas neste momento", declarou em Cúcuta um pouco antes Guaidó - reconhecido por 50 países como presidente interino , ao lado dos presidentes da Colômbia, Chile e Paraguai, além do secretário-geral da OEA. Militares venezuelanos usaram gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes que tentavam chegar à ponte Simón Bolívar.mis/lda/cn/fp

Escrito por:

AFP