Publicado 07 de Fevereiro de 2019 - 18h40

Por AFP

Washington e Pequim estão separados por uma "distância considerável" em suas negociações comerciais e não foi marcada uma data para uma reunião entre os líderes dos dois países, disse nesta quinta-feira um assessor da Casa Branca.Esses comentários prejudicaram ainda mais as ações de Wall Street que já estavam em baixa após previsões decepcionantes sobre a economia europeia. O presidente americano, Donald Trump, disse na semana passada que espera se reunir com seu colega chinês, Xi Jinping, "em um futuro próximo" para fechar um acordo que acabe com a guerra tarifária entre as duas potências. Contudo, o economista da Casa Branca, Larry Kudlow, disse na quinta-feira à Fox Business que "até agora não foi definida nenhuma data, um momento, um lugar, nada". E enquanto Trump se considera "otimista" sobre a possibilidade de chegar a esse acordo com Pequim, ainda há uma "distância considerável" entre as partes, disse Kudlow.dg/hs/gm/gv/ll

Escrito por:

AFP