Publicado 23 de Fevereiro de 2019 - 10h38

Por Alenita Ramirez/AAN

A polícia apreendeu quatro fuzis de calibres distintos, 37 carregadores e quase mil munições de diversos calibres

Divulgação

A polícia apreendeu quatro fuzis de calibres distintos, 37 carregadores e quase mil munições de diversos calibres

Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar (PM) a descobrir um arsenal em uma casa no Jardim Nova Alvorada, em Monte Mor. Um homem de 45 anos e uma mulher de 21 anos morreram em confronto com a polícia. Foram apreendidos quatro fuzis de calibres distintos, 37 carregadores, quase mil munições de diversos calibres, roupas camufladas, chapéus, coturnos, toucas ninjas, luvas e um cantil.

A dupla é apontada como integrante de uma quadrilha de roubo a bancos e o homem seria influente em uma facção criminosa de Hortolândia. A Polícia Civil de Jaú agora investiga se os suspeitos estão ligados à morte do cabo Marcelo Reinaldo Gardinal, de 43 anos, na última terça-feira. Ele foi assassinado em uma perseguição em uma rodovia de Dois Córregos. As cápsulas do confronto foram trazidas para análise para verificar se batem com as armas apreendidas.

A PM chegou até Márcio Alexandre Henrique e Ewelly Thallya da Silva após denúncias ao setor de inteligência da corporação, que davam conta de que em uma casa na Rua 4, havia pessoas guardando armas. Ao chegarem à casa do casal, a PM disse que foi recebida a tiros. Henrique estava na cozinha armado com um fuzil e teria desobedecido a ordem de se entregar. Já Ewelly foi achada escondida atrás da porta do quarto, com uma pistola ponto 40 em punho. Os policiais revidaram e mataram os suspeitos.

A casa fica ao lado de uma igreja e a polícia acredita que eles estavam no local para não levantar suspeitas. O imóvel funcionava como um depósito para as armas, que seriam utilizadas em roubos a banco na região. O arsenal estava em mochilas e a polícia acredita que eles estavam se preparando para algum ataque.

Escrito por:

Alenita Ramirez/AAN